Tive uma pequena discussão ontem com meu namorado… sei que meu horóscopo me avisou para não discutir nesse período que eu tenderia a trazer coisas de muito tempo e eu juro que tentei e tentei muito e evitei muito… mas ontem…

tudo começou por causa do aniversário do irmão dele. até ai tudo bem… eu estava com vontade de ir, sem problemas. até que ele disse que estava com pressa de uma peça de computador que eu trouxe por causa do aniversário do irmão. a pessoa L queria usar os dois computadores do E para jogar e um amigo do trabalho do meu namorado iria para o aniversário ( eu acho provável que ele leve o computador dele também). mas o L tem um computador também, mas que ele não quer usar para jogar porque ele fala que é muito ruim, entretanto pra mim isso é uma desculpa porque o L é extremamente mão de vaca, ao invés de melhorar o computador pessoal dele, ele prefere usar o do irmão porque ele sabe que o irmão vai gastar dinheiro e melhorar os dele.

vou ser sincera, como boa aquariana, existem coisas que eu converso muito bem e sou muito eclética, mas, graças a co-regência de saturno, tenho algumas regras e essas são inquebráveis. tem algumas coisas que eu não discuto e outras que eu fico extremamente irritada de ouvir. algumas dessas coisas são: religião, esportes, novela (não assisto novela) e o assunto que não suporto é fofoca, principalmente de quem eu não conheço. e infelizmente… a família do meu namorado é fútil o suficiente pra só saber falar de esportes (, futebol – a maioria esmagadora dos homens), novela e fofoca ( todas as mulheres sem muita excessão). então me resta, como vocês viram os pirralhos ( como meu namorado se refere aos primos adolescentes) e meu namorado. ( não tenho muito assunto com eu cunhado e menos ainda com minha cunhada consorte, que provavelmente vai ficar grudada na família dela e nos amigos dela que ela convidou. – o que é justo). só que as meninas, são tão fúteis como as tias e estão naquela faze de serem assim, são adolescentes, uma ou duas como 17 ou 18 e o restante são garotos que só sabem falar de joguinhos.

Meu namorado fica com os primos falando de joguinho do celular e jogando no celular, as meninas (3 na verdade) ficam falando de garotos, pintura de cabelo e coisas da idade, os adultos de assuntos que eu prefiro ficar muda, ou as vezes, é só o que me resta e eu fico abandonada no canto. eu até poderia ficar do lado de fora que alguém puxaria conversa comigo (5 minutos depois desistiria), mas a família dele adora um churrasco, daqueles com carvão, muita fumaça e muito cheiroso, nada contra churrasco, mas eu tenho asma, e o quintal é pequeno. Adeus quintal… eu fico restrita a ficar dento de casa. como eu não tenho ninguém para conversar eu fico no quarto do meu namorado, e como não tem mais nada pra fazer eu fico no computador dele, admito, jogando. eu adoro the sims e no meu pc de casa o novo não roda, então tenho tudo instalado lá… mas é a única coisa que me resta pra fazer… eu não gosto de joguinho de celular… eu não vejo novela, eu não fico reparando na vida alheia e sei que os tios do E ficam desconfortáveis de só ter eu de mulher no meio da conversa deles ( eles acham que eu vou me importar se eles falarem palavrões, e termos mais chulos). na verdade eu tenho 2 amigas mulheres e o restante são garotos.

mas agora meu único refugio se perdeu, meu namorado não vai ficar comigo (francamente ele é a única pessoa que consegue me acompanhar em uma conversa) e ainda por cima eu não vou ter pra onde fugir…

Tudo só pra dizer qual foi o motivo que gerou a discussão que o meu horóscopo me mandou evitar… tudo começou por causa dos fatos acima…

ai meu namorado mandou a seguinte frase: ” quer ficar comigo, mas sempre nos seus termos” (a vantagem de discutir pelo what’s é que você fica com o registro fiel das coisas)… Ahhhhh meus amigos, ai não prestou… ele apertou justamente o botão “exploda”.

eu comecei a falar… as reclamações do meu namorado é que ele queria que eu chegasse fizesse um boquete nele, dançasse sensualmente para ele, fizesse outro boquete, deitasse ele e fizessemos sexo nas posições que ele mais gosta mesmo que me machucasse, mas que se foda, o prazer dele fosse prioridade. e depois eu simplesmente deitaria e não reclamasse que ele fosse gastar a energia acumulada do joguinho me ignorando completamente e então ele deitaria veriamos tv e eu estaria satisfeita.

eu não tenho tesão realmente pelo meu namorado, não existe exatamente de mim pra ele aquela coisa de queimar, quando ele me dá prazer eu realmente gostaria de transar por horas, mas na maioria das vezes eu só quero que ele goze logo porque eu poderia me divertir mais fazendo outra coisa, pra mim é simples perda de tempo. engraçado porque em casa eu morro de tesão. eu saio de casa pensando em fazer um amor gostoso, beijar a boca dele… mas quando eu olho pra ele… bem… quando eu chego na casa dele… bem…quando ele abre a boca para falar algo… bem… ele só se afunda. ao ele fica realmente a mercê dos meus hormônios. ele é o namorado que eu ´pedi a Deus, não imagino minha vida sem ele,mas… ele acha que meu tesão tem um interruptor.

eu não gosto de fazer boquete, na verdade eu não me excito nem um pouco, faço mesmo quando eu quero agradá-lo, quando eu estou de muito bom humor. ele fica lá relaxadão e eu chupando ele, assim, assado, desse jeito é bom… machuca um pouquinho a sua garganta mozinho, só pra me dar prazer… o que são 20 minutos? 30 minutos? ahhh gozei, nossa mozin, muito bom, poderia fazer isso mas vezes… agora que tal eu ficar dentro de você? ( se ele fosse sutil assim na última frase eu iria agradecer)

oi? eu fiz uma coisa que eu não gosto, estou entediada e você quer me penetrar? o que você vai fazer?

quando eu faço um boquete nele minha vontade no final é dar um soco na cara dele e fazer ele dormir para que eu possa recuperar o tempo perdido. Ai ele acha que vai segurar no meu peito vai me dar um beijo e eu vou ficar completamente lubrificada e ele vai poder me penetrar e eu vou sentir o maior prazer do mundo…

a única coisa que eu quero dele é que ele seja romântico. mas ele acha que ser romântico é me dar um ramalhete de flores, me entupir de chocolate, me levar pra jantar num restaurante caríssimo a luz de velas, gastar aos tubos comigo no shopping… e eu já disse a ele que não!

sabem o que eu quero dele? é tão simples…

Eu quero que ele ande de mãos dadas comigo , não ele na frente andando rápido e eu tentando acompanhar os passos dele. Eu quero que ele me dê Beijinhos apaixonados, não que ele queira tirar meu tubo digestivo pela boca. quero que ele diga o quanto eu sou linda pra ele e o quanto ele me aprecia, não ter que ficar o tempo todo tendo que mandar ele se comportar porque ele está tentando apertar minha bunda em publico, meus seios, olhar meu decote… Eu quero que quando eu chegar ele me dê um beijo apaixonado e cheio de desejo, me segure em seus braços e me dê aquele abraço que faz tudo ser deixado de lado porque ele está do meu lado, não que ele me jogue na cama e queira transar imediatamente, ou então fique deitado esperando. quero que ele me pergunte se eu dormi bem, como foi o meu dia, o que eu fiz ao invés de simplemente falar no meu ouvido: ” eu to morrendo de tesão, fiquei duro o dia inteiro, to com vontade de transar o dia inteiro!”  ache q isso é o suficiente pra me deixar do mesmo jeito e ainda tenha a audácia de achar que isso é romântico. eu gostaria que ele também se arrumasse com esmero pra sair comigo, da mesma maneira que eu me arrumo pra sair com ele, e não que as pessoas nos olhassem como se fossemos o casal mas dissonante do mundo, porque eu estou arrumada e ele está com a bermuda que ele usa pra ir na padaria, a camiseta mais surrada que ele tem e de chinelo. eu quero que ele entenda que eu tenho ciclos, as vezes eu tenho dias que to explodindo de tesão e ne outras eu estou mais quietinha, e quando eu estou frágil a última coisa que eu quero ouvir é : ” to com vontade de fuder o dia inteiro”. eu queria que quando saíssemos, ele não ficasse com cara de cú, ou então jogando aquele maldito jogo no celular, não comesse correndo só pra ir pra casa transar, dormir e ver televisão. eu quero que ele converso comigo, que ele passeie comigo, que ele entre nas lojas comigo e dê opniões do que ele gostaria, que planeje comigo, que ele coma devagar, ainda conversando, mesmo que seja do jogo, mas que sua atenção esteja em mim primeiramente. e que quando fossemos pra casa dele que ele não simplesmente queira arrancar a minha roupa e transar comigo, mas sim que ele saiba chegar com beijos, como toques, com carícias e sem falar chulamente, que vá devagar com os toques, com as carícias e não “direto ao ponto”e que pelo amor de Deus, não faça nada correndo, depois de 5 anos é  impossível que ele não entenda que eu não sinto nada desse jeito.

agora eu pergunto: o que eu desejo não é algo mais barato que ele pensou? o que eu desejo não é algo que precisa vir antes? tudo bem que o que ele pede é mais “fácil”, mas, como eu vou me sentir a vontade de fazer essas coisas se eu me sinto as vezes uma boneca inflável? que ele só quer me usar para descarregar o estresse dele para porque ele não tem objetivos grandes na vida e por isso se sente entediado?

E foi isso que aquela simples frase e aquela simples discussão desencadeou… meu horóscopo tinha razão…

e sabem o que ele disse no final?

“to cansado, deitei aqui… boa noite”.

 

Anúncios